------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Respeito ao talento
Henrique Inglez de Souza
Dentre os destaques do Grammy 2015, algo nada musical, embora protagonizado por um músico. Ainda que você não tenha acompanhado de perto, deve ter ficado sabendo (se costuma alimentar a curiosidade com notícias a respeito do assunto). O papelão do tal Kanye West, afinal de contas, foi tão ridículo e imbecil que mereceu destaque demasiado na mídia. O rapper pop ficou inconformado que Beck (não o Jeff) faturasse um dos troféus máximos, o de melhor álbum do ano (2014) – a saber, com o interessante Morning Phase. Ele queria porque queria que o suvenir valioso fosse para a prateleira de sua colega, a cantora Beyoncé. Coisa de patotinha, de moleque intransigente. Sabe como é, né? Outros também consideraram a escolha da Academia uma surpresa, como se a qualidade não pudesse (e devesse) sair do perímetro da mesmice. Todavia, ninguém cometeu a deselegância e a total falta de ética que esse West bancou. O sujeito, um perfeito arrogante, subiu ao palco rapidamente e ameaçou interromper a entrega do prêmio. Deixou certamente diversos constrangidos, principalmente o Beck (claro!). É, de fato, cada evento tem a Sheislane que merece... Em entrevista a um canal de TV, ele ainda exigiu do vitorioso respeito ao talento artístico, completando que este deveria ter entregado o prêmio à Beyoncé. Dá para acreditar numa palhaçada dessas? O pior é que dá, viu! Em tempos de futilidade reinando, de canonização de celebridades, qualquer porcaria vale. O Grammy 2015 aconteceu no início de fevereiro, alguns dias após a tão comentada final do Miss Amazonas 2015. Apesar de distintos por completo, ambos tiveram algo notório em comum, sabe o quê? O pastelão babaca! A edição deste ano do concurso brasileiro ganhou o nosso cotidiano não pelas beldades, mas por causa da revoltada modelo manauense Sheislane Hayalla. Ela ficou contrariada com o segundo lugar e simplesmente arrancou a coroa da cabeça da vencedora, em plena cerimônia. Uma estupidez que virou piada viral na internet. Enfim, ainda que eu tente amansar a minha maneira implicante de ver esse tipo de premiação na música, não consigo. Grammy, Rock And Roll Hall Of Fame etc. são um belo e prestigioso reconhecimento para a vaidade dos artistas. De resto, acho uma tremenda besteira. Mas o jogo da mídia e do marketing transforma isso em algo de proporções descabidas à realidade. Desvirtua a essência, como se, para nós, eles terem uma sala adornada por estatuetas ou pertencerem aos halls de famosos tivesse peso bem maior do que a obra. Como se isso validasse ou determinasse do que devemos e do que não devemos gostar. Porém, ainda sou dos que optam pelo seguinte: a música me agrada, me toca? Sim? Então, é o que basta! A minha alma alimenta-se da alma dos outros, e não de seus egos. Aí está o sentido de se respeitar o talento artístico.
Matéria completa na Revista Bass Player 42/Março de 2015.
Para adquirir seu exemplar clique aqui.

[VOLTAR]
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
LEIA TAMBÉM
Mentalidade hermética (27/03/2017)
Músico criticar preconceito com preconceito é inadmissível, ponto contra! Embora não seja mais um ... VEJA MAIS
Diletantismo (07/02/2017)
Numa tarde, há algumas semanas, encontrei o exemplar de um livro meu em um sebo. Aquilo me encheu de alegria. Por mais que ... VEJA MAIS
Comova-se! (23/12/2016)
A falta é um buraco que não se preenche. E não me refiro à falta de algum produto, de um objeto ou um ... VEJA MAIS
Ofício e sacrifício (23/11/2016)
Até onde ou quanto você está disposto a seguir pelo seu ideal? Essa pergunta tem me perseguido bastante ... VEJA MAIS
Teoria da ebulição (19/10/2016)
Enquanto vivemos uma feira aberta de ódio, em que se trocam ofensas, intolerâncias e preconceitos com tesão, ... VEJA MAIS
Patience (14/09/2016)
Recebi a mensagem de um leitor perguntando o que achei da volta de Duff McKagan e Slash ao Guns N’ Roses. A resposta foi a ... VEJA MAIS
 
 



Coloque o seu estudo em dia!






Assinaturas | Contato | RSS | Bass Player U.S |
© Copyright . 1996 . 2011 | BASSPLAYER.COM.BR - MELODY EDITORA | Todos os direitos reservados | Site desenvolvivo por Gustavo Sazes | Abstrata.net