------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Tommy Sims - Um heróis discreto
Rod Taylor
Pode-se dizer que a história do baixo elétrico tem duas partes. A primeira envolve seu início humilde, no qual baixistas como James Jamerson, Chuck Rainey e Bob Moore estabeleceram a função de apoio ao criar grooves sólidos em centenas de hits apreciados por milhões de pessoas até hoje – com menos alarde e muito menos reconhecimento do que mereciam. A segunda gira em torno de baixistas como Jaco Pastorius e Stanley Clarke, que levaram o baixo à frente do palco. Seguindo o exemplo dos dois mestres, outros baixistas começaram a sair da sombra, adotando um papel mais incisivo na música e obtendo sua parcela justa de luz dos holofotes. Porém, ainda há baixistas que preferem abordar o instrumento – e suas carreiras – de uma maneira mais tradicional. É o caso do ás do baixo de Nashville Tommy Sims, que, ao longo das duas últimas décadas, construiu silenciosamente um currículo musical que o coloca no mesmo nível das mais admiradas lendas das baixas frequências. Sims contribuiu como músico, compositor, vocalista ou produtor em incontáveis gravações. Trabalhou em mais de 350 álbuns com cerca de 150 artistas diferentes, como Bruce Springsteen, Bonnie Raitt, Taylor Swift, Michael McDonald, entre outros. Durante essa trajetória, recebeu quatro prêmios Grammy, três Stellar, sete Dove, vários ASCAP e o prêmio de Baixista do Ano de Nashville. Lembra-se da música Change the World, de Eric Clapton, que ganhou um Grammy em 1997? Tommy a compôs quando tinha 16 anos de idade. Se você sacudiu o esqueleto com o maior hit do Blackstreet, No Diggity, nos anos 1990, pode agradecer a Tommy pela inspiração. Ele também já compôs para Cher, Toni Braxton, Wynonna Judd e T-Pain – só para citar alguns nomes.  
Matéria completa na Revista Bass Player 7/Abril de 2012.
Para adquirir seu exemplar clique aqui.

[VOLTAR]
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
LEIA TAMBÉM
Frederico Heliodoro - Sem parar (27/03/2017)
Carioca crescido em Belo Horizonte (MG), Frederico Heliodoro é do tipo do profissional antissedentarismo. Se você o ... VEJA MAIS
Dossiê BP - o estilo de Flea (27/03/2017)
Ao iniciarmos a “vida” no contrabaixo, vendo e ouvindo tantos baixistas quebrando tudo, queremos logo chegar ... VEJA MAIS
Black Sabbath - Adeus ou até logo? (27/03/2017)
O dia 4 de fevereiro deste ano ficou marcado na música pesada como a data da derradeira performance do Black Sabbath. Foi ... VEJA MAIS
Paulo Xisto - Sepultura sem medo de dar a cara a tapa (07/02/2017)
Foram necessários 32 anos até que o Sepultura lançasse seu 14º disco de estúdio. Aliás, ... VEJA MAIS
Renato “Montanha” Somera - Emergindo com o Maestrick (07/02/2017)
A cidade de São José do Rio Preto, no interior paulista, pariu uma das bandas nacionais de rock/metal progressivo ... VEJA MAIS
Cronograma de estudos: organize seu tempo (23/12/2016)
No período de férias, costumamos dispor de um tempo a mais para praticarmos o instrumento.  Porém, com ... VEJA MAIS
 
 



Coloque o seu estudo em dia!






Assinaturas | Contato | RSS | Bass Player U.S |
© Copyright . 1996 . 2011 | BASSPLAYER.COM.BR - MELODY EDITORA | Todos os direitos reservados | Site desenvolvivo por Gustavo Sazes | Abstrata.net