------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Vocabulário da alma
Henrique Inglez de Souza
Olha, vou dizer uma coisa: como é chato habilidade gratuita! Há quem insista em se especializar simplesmente no abecedário das técnicas sem se preocupar com a alma. Fico perplexo ao ver tanta gente que não repara na tremenda importância de se dizer algo consistente. “Tocar” é uma palavra de sentido amplo, no que diz respeito à música. Não se trata apenas de manusear o instrumento e produzir linhas com destreza. Som pelo som é vazio, sem graça. É como se a pessoa pronunciasse palavras e frases sem uma mensagem específica. No caso dos virtuoses pirotécnicos, então, seria como soltar a voz na velocidade dos locutores de rádio transmitindo uma partida de futebol, só que sem sentido. Duvido que alguém aguente (com interesse genuíno) por mais de 2 minutos. O estudo e a dedicação devem incluir o exercício da vida (a essência da musicalidade). E qual é o procedimento para isso? Varia de acordo com a maneira que cada um se coloca no mundo e lida com a sua sensibilidade. Por outro lado, existem recursos que ajudam a mergulhar nesse universo visceral – por exemplo, mais vento no rosto e menos cliques virtuais. As técnicas são preciosas – e devemos mantê-las em dia, amadurecendo. Mas não precisamos usar o vocabulário completo em tudo o que fazemos para emocionarmos. O que é necessário ao clima de uma música basta para atingir corações diversos. Brigue contra a ideia de que só é legal o complexo. E combata a afobação de querer ser o novo fulano ou ciclano. Seja apenas você, mas o você musical. É isso o que vale! O mundo anda frenético demais, imediatista. Enfraqueceu-se o hábito de curtir a coisa por completo, de se conversar na boa, pessoalmente, sem uma zorra dum celular e dum wi-fi enchendo o saco. Criaram-se falsas necessidades, consumismos babacas. O somatório disso contribui para defasar experiências, perfumes, texturas... reais! Viramos touchscreen e emoticons. Um quadro assim causa erosão no terreno das vivências e compromete o outro vocabulário, o da alma. Aí, sobram habilidades gratuitas. Fui buscar a sabedoria de alguém que há muito tem a nos dizer: Adélia Prado. Sua relação com a música é primária, zero (no quesito instrumentista), mas ela tem o dom precioso de tocar fundo as pessoas. “A arte, ao mesmo tempo que revela, também vela. Sua proteção é exatamente o que chamamos forma. Não se trata de um reality show – muitas vezes, mais ‘show’ que ‘reality’ –; trata-se de mostrar o real pela via da beleza. A outra forma é a mística”, disse-me a querida poetisa, um patrimônio da nossa cultura. Perguntei, então, o que seria viver com poesia nos dias atuais, e recebei: “É ter o tesouro, a bênção, de um oásis no deserto”. E que isso te sirva de inspiração e conteúdo ao exercício de alma!
Matéria completa na Revista Bass Player 38/Novembro de 2014.
Para adquirir seu exemplar clique aqui.

[VOLTAR]
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
LEIA TAMBÉM
Mentalidade hermética (27/03/2017)
Músico criticar preconceito com preconceito é inadmissível, ponto contra! Embora não seja mais um ... VEJA MAIS
Diletantismo (07/02/2017)
Numa tarde, há algumas semanas, encontrei o exemplar de um livro meu em um sebo. Aquilo me encheu de alegria. Por mais que ... VEJA MAIS
Comova-se! (23/12/2016)
A falta é um buraco que não se preenche. E não me refiro à falta de algum produto, de um objeto ou um ... VEJA MAIS
Ofício e sacrifício (23/11/2016)
Até onde ou quanto você está disposto a seguir pelo seu ideal? Essa pergunta tem me perseguido bastante ... VEJA MAIS
Teoria da ebulição (19/10/2016)
Enquanto vivemos uma feira aberta de ódio, em que se trocam ofensas, intolerâncias e preconceitos com tesão, ... VEJA MAIS
Patience (14/09/2016)
Recebi a mensagem de um leitor perguntando o que achei da volta de Duff McKagan e Slash ao Guns N’ Roses. A resposta foi a ... VEJA MAIS
 
 



Coloque o seu estudo em dia!






Assinaturas | Contato | RSS | Bass Player U.S |
© Copyright . 1996 . 2011 | BASSPLAYER.COM.BR - MELODY EDITORA | Todos os direitos reservados | Site desenvolvivo por Gustavo Sazes | Abstrata.net